Nas Notícias

“Descansem as almas mais inquietas”. PCP confiante na realização da Festa do Avante

A eventualidade da Festa do Avante ter de ser cancelada “não seria um drama” para o PCP, garantiu hoje o secretário-geral, Jerónimo de Sousa.

Questionado sobre o impacto financeiro de tal cancelamento, o líder comunista referiu que não seria “determinante” para as contas do partido.

“Descansem as almas mais inquietas que isso não seria determinante para as nossas opções”, afirmou Jerónimo de Sousa, à margem de uma reunião com epidemiologistas, em Lisboa.

O cenário de um cancelamento, devido a um agravamento da situação da pandemia na zona do Seixal, não está para já em cima da mesa, salientou ainda o líder do PCP.

“Estamos muito empenhados na realização daquele grande ato político, cultural, de festa, de música, arte, que demonstra que não é um festival. Não estaremos distraídos em relação à evolução que se verificará. Se as condições o permitirem, naturalmente realizaremos a festa”, sustentou Jerónimo de Sousa.

A Festa do Avante está marcada para entre 04 e 06 de setembro, na Quinta da Atalaia, no Seixal.

0Shares

Em destaque

Subir