Motociclismo

Mário Patrão e a KTM versus Caterham Super Seven

Por um dia – muito chuvoso por sinal – Mário Patrão protagonizou um momento muito diferente de tudo aquilo a que está habituado; no Circuito Vasco Sameiro ‘mediu forças’ com um dos pilotos do Troféu Super Seven by Toyo Tires.

Na pista dos arredores de Braga juntaram-se ao piloto da KTM José João Magalhães, Luís e Duarte Lisnboa e ainda Paulo e Diogo Costa, tudo nomes das competições monomarca organizadas pela CRM Motorsport. Bem como o piloto de ralis açoriano Rafael Botelho.

Mário Patrão tomou lugar na moto austríaca com que habitualmente participa nas provas de todo-o-terreno e ‘alinhou’ numa brincadeira com os pilotos do Team Norte. Uma ocasião para conviver e conhecer as grandes diferenças que existem entre a KTM Rally e o Catheram Super Seven e mesmo o Kia Picanto GT Cup. E houve mesmo a oportunidade para ‘trocar de lugares’.

“A chuva não nos fez arredar o pé”, disse o piloto de Seia, destacando também: “Foi uma ótima experiência podermos estar todos juntos. Quero agradecer à Bahco a iniciativa e este momento de partilha e interação, tão importante entre nós”.

“Foi um gosto enorme estar com pilotos tão fortes do panorama automóvel e poder celebrar este final de temporada da melhor maneira. Por outro lado também é otimo sentir que os patrocinadores estão connosco e que são eles que permite realizar os nossos objetivos e nós os ajudamos a atingir os seus”, sublinhou Mário Patrão.

A rematar o piloto da KTM fez saber que apesar destes momentos de convívio tem preparado com afinco o seu próximo e maior desafio de 2020: “O ‘Dakar’ está muito próximo. Tenho tentado preparar-me da melhor maneira possível, tendo em conta que estive ausente das competições internacionais por oito meses”.

30Shares

Em destaque

Subir