Nas Notícias

Marcelo Rebelo de Sousa solidário com “circunstâncias devastadoras” do tsunami na Indonésia

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que o tsunami que atingiu as costas do Estreito de Sunda, na Indonésia, “é muito impressionante e devastador”, transmitindo a solidariedade de todos os portugueses ao povo indonésio.

Marcelo Rebelo de Sousa já tinha publicado hoje uma nota no site da Presidência da República a dar conta de que enviou uma mensagem de condolências ao homólogo indonésio, mas à chegada à festa de Natal da Casa do Gaiato, em Loures, foi questionado pelos jornalistas sobre o tsunami de sábado que matou pelo menos 222 pessoas.

“O tsunami é muito impressionante e é de facto devastador”, começou por sublinhar.

O Presidente da República referiu já ter testemunhado a sua “solidariedade ao senhor Presidente [da Indonésia] por aquilo que sucessivamente tem sido sofrido por aquele país e pelo povo daquele país”.

“E transmiti a solidariedade não apenas do Presidente da República portuguesa, mas de todos os portugueses, nestas circunstâncias que pareciam ser graves, mas não devastadoras, mas foram devastadoras”, lamentou.

Pelo menos 222 pessoas morreram na sequência do tsunami de sábado à noite, que os cientistas acreditam ter sido provocado pelo deslizamento submarino de terra, causado pela erupção do vulcão Anak Krakatau, que não acionou os alarmes por não se ter registado um forte terramoto.

O Governo português apresentou, entretanto, as condolências às famílias das vítimas, manifestando “total solidariedade” com as autoridades e o povo indonésio.

A Agência Nacional de Gestão de Desastres da Indonésia afirmou que o tsunami causou 222 mortos, 843 feridos e 28 desaparecidos.

Mais partilhadas da semana

Subir