Nas Notícias

Lucro da Mota-Engil atingiu os 8 milhões de euros no fim de junho

O lucro da Mota-Engil atingiu no primeiro semestre os 8 milhões de euros, depois de um resultado líquido consolidado atribuível ao grupo de 5.740 milhões de euros em igual período do ano passado, ou seja mais 42 por cento.

No primeiro semestre do ano, a dívida líquida atingiu os 1.067 milhões de euros, um aumento de cerca de 112 milhões de euros face a 31 de dezembro de 2018, de acordo com os dados comunicados pela empresa e divulgados hoje pela Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Mota-Engil justifica o aumento da dívida líquida, nomeadamente “pelo elevado nível de investimento executado e pela própria sazonalidade típica do negócio”.

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) aumentou no primeiro semestre do ano 10 por cento, face ao período homólogo, para 194 milhões de euros.

De acordo com os resultados comunicados pela empresa, houve um aumento do volume de negócios em 7,5 por cento, face ao período homólogo, atingindo os 1.344 milhões de euros, justificado, de acordo com a empresa, pela “forte atividade em África”.

“O volume de negócios em África subiu 25 por cento face ao primeiro semestre de 2018 tendo Moçambique evidenciado um forte crescimento a par dos novos mercados do oeste e do este” refere a empresa, destacando que “Angola evidenciou um crescimento razoável no primeiro semestre de 2019”.

A empresa de construção e engenharia refere também que a carteira de encomendas, no último dia de junho, “ascendia a 5,2 mil milhões de euros, com as regiões de África e da América Latina a contribuírem com cerca de 75 por cento do montante total”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir