Motociclismo

Jonathan Rea bate finalmente Alvaro Bautista

Foi preciso chegar a Imola (Itália) e ao mês de maio para ver finalmente terminar o domínio absoluto de Alvaro Bautista no Campeonato do Mundo de Superbikes (WSBK) de 2019.

No traçado transalpino Jonathan Rea mostrou pela primeira vez que podia bater o espanhol da Ducati, que sentiu invulgares dificuldades face ao britânico da Kawasaki, que desde os treinos mostrou estar completamente à vontade em Imola.

O Campeão do Mundo não logrou a ‘pole position’ para a primeira corrida do fim de semana, mas depois do detentor da mesma, Chaz Davies, ter feito uma boa partida e chegado à primeira curva na liderança, quando a Ducati do britânico se ‘calou’ e ditou o abandono, a prova passou a ter Baustista a tentar ‘segurar’ Rea atrás de si.

Percebeu-se depressa que esta seria uma corrida diferente das anteriores e que o líder do campeonato não conseguiria juntar aos êxitos das anteriores provas a vitória na corrida de hoje. ‘Johnny’ Rea deixou Bautista para trás e ‘foi-se embora’.

O andamento do piloto da Kawasaki foi de tal ordem que nas duas últimas voltas Alvaro Bautista cedeu quase três segundos ao seu rival, numa prova que teve outro ‘herói’; o jovem Toprak Razgatlioglu.

Aos comandos de uma Kawasaki semi-oficial, o piloto turco começou por seguir num grupo perseguidor do terceiro classificado, Tom Sykes, mas depois deste abandonar a terceira posição passou a ser uma realidade quando Michael Van der Mark não conseguiu ‘segurar’ Razgatlioglu atrás de si.

O top cinco, atrás de Van der Mark, foi assegurado por Leon Haslam, aos comandos da segunda Kawasaki.

Mais partilhadas da semana

Subir