Motores

João Barros lidera Rali de Amarante Baião

O Rali de Amarante Baião, penúltima prova do Campeonato de Portugal da especialidade, teve o seu início esta sexta-feira com três especiais que deram a primazia a João Barros.

O piloto de Paredes, que se estreia aos comandos de um Skoda Fabia R5 da ARC Sport no evento organizado pelo Clube Automóvel de Amarante, foi o mais rápido logo nas duas passagens pelo troço do Marão.

Foto: Zoom Motorsport

Nos pouco mais de 13 quilómetros da especial de abertura, Barros ganhou mais de quatro segundos a Ricardo Teodósio, para na seguinte deixar José Pedro Fontes a pouco mais de um segundo. E apesar do piloto do Citroën C3 R5 se impor na Amarante Street Stage os pouco mais de dois segundos ganhos não lhe permitiram passar para a liderança.

João Barros parte assim para o segundo dia de prova no comando do rali, com pouco mais de cinco segundos de vantagem sobre José Pedro Fontes, com Ricardo Teodósio na terceira posição a pouco mais de um segundos do piloto da Citroën.

Armindo Araújo, o líder do campeonato, não foi o mais veloz em nenhuma das classificativas mas o prejuízo para a frente da prova não chegou a uma dezena de segundos, pelo que há que contar com o piloto da Hyundai na longa etapa de sábado.

Não obstante ter perdido algum tempo no começo da prova com um pneu que perdia ar, Miguel Barbosa conseguiu também manter o contacto com os da frente e parte para o segundo dia do rali no quinto pouco a pouco mais de 17 segundos. O piloto lisboeta mantém intactas as esperanças de lutar pelo triunfo.

Já Pedro Meireles surge num mais distante sexto posto, já que o seu prejuízo para o líder no acumulado destas três primeiras classificativas se cifrou em mais de meio minuto. A preocupação do piloto de Guimarães no segundo dia de prova será a proximidade de Diogo Gago, que ainda a ‘conhecer’ o Hyundai i20 R5 concluiu esta primeira etapa a pouco mais de três segundos de Pedro Meireles.

Fecham o top dez Pedro Almeida, Paulo Meireles e Vítor Pascoal, que aos comandos do Porsche 997 GT3 Cup e a correr ‘em casa’ lidera naturalmente os RGT.

Nas duas rodas motrizes a luta neste primeiro dia foi cerrada, com o madeirense Bernardo Sousa a conseguir terminar na frente de Gil Antunes, depois do piloto de Sintra ter liderado a categoria. Ainda assim Antunes comanda os RC3 na frente de Paulo Neto, enquanto Daniel Nunes é segundo dos RC4, antecedendo o líder dos RC2N, Fernando Teotónio.

Classificação após a 3ª PE

1º João Barros/António Costa (Skoda) 16m39,9s

2º José Pedro Fontes/Paulo Babo (Citroën) + 5,2s

3º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda) +6,7s

4º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai) + 9,1s

5º Miguel Barbosa/Hugo Magalhães (Skoda) + 17,2s

6º Pedro Meireles/Mário Castro (Skoda) + 36,9s

7º Diogo Gago/Jorge Carvalho (Hyundai) + 40,0s

8º Pedro Almeida/Nuno Almeida (Ford) + 42,8s

9º Paulo Meireles/Marcos Gonçalves (Hyundai) + 44,3s

10º Vítor Pascoal/Ricardo Faria (Porsche) + 47,0s

Mais partilhadas da semana

Subir