Astronomia

Imagens de Plutão revelam eventuais vulcões de gelo

Duas das montanhas de Plutão podem ser vulcões de gelo. A hipótese foi revelada pela NASA, após a análise das imagens recolhidas em julho pela sonda New Horizons. A agência vai anunciar mais de 50 descobertas durante o encontro de astrónomos que decorre em Maryland.

Os vulcões de gelo são, como o próprio nome indicam, vulcões que expelem materiais gelados (como água, nitrogénio e metano), enquanto os da Terra expelem matérias rochosas derretidas.

Foi durante a passagem por Plutão, em julho, que a sonda New Horizons recolheu vários dados que, depois de analisados, levaram a agência espacial norte-americana a registar mais de 50 descobertas.

Tal como os ‘’cryovolcanoes’, os vulcões de gelo, essas descobertas serão reveladas e debatidas durante o 47.º Annual Meeting of the American Astronomical Society’s Division for Planetary Sciences in National Harbor, um encontro de astrónomos que decorre, ao longo desta semana, em Maryland, nos EUA.

Segundo a NASA, “as imagens combinadas da superfície de Plutão, que deram origem a mapas 3D, indicam que duas das montanhas mais distintas de Plutão podem ser ‘cryovolcanoes’ que podem ter estado ativos no passado geológico recente”.

Um dos investigadores, Oliver White, salientou mesmo que “são montanhas grandes com um enorme buraco no cimo”, o que, na Terra, “ geralmente significa uma coisa: um vulcão”.

Os vulcões de gelo estão em duas das grandes montanhas de Plutão, a Wright Mons e a Piccard Mons, que atingem os 3,21 e 5,63 quilómetros de altura.

Mais partilhadas da semana

Subir