Nas Notícias

Foram colocados 43 992 novos alunos no Ensino Superior

A Direção-Geral do Ensino Superior já divulgou os resultados da primeira fase do concurso nacional de acesso a todas as universidades e institutos públicos. Foram colocados 43 992 alunos, com os cursos de Engenharia a liderar a tabela.

Há menos alunos a entrar no Ensino Superior nesta primeira fase de colocações. Em comparação com o ano passado, o número de colocados caiu dois por cento (922 alunos), mas este número é o segundo mais alto desde 2010.

A redução, no entanto, é explicada pelo menor número de candidatos do que no ano letivo passado (49 625, menos 2966).

Este ano, as Engenharias voltam a liderar a tabela dos cursos com médias de entrada mais elevadas e, pelo terceiro ano consecutivo, ficam à frente de Medicina.

Engenharia Civil (em inglês), na Faculdade de Ciências Exatas e da Engenharia da Universidade da Madeira, que só teve um aluno a concorrer, foi o primeiro curso da tabela, com uma média de 18,94 valores. Seguem-se Engenharia Física e Técnológica e Engenharia Aeroespacial, no Instituto Superior Técnico.

Do total de candidatos, 89,1 por cento foram já colocados, com 88,22 por cento a entrarem nas primeiras três opções.

De acordo com o site da Direção-Geral do Ensino Superior, que pode consultar aqui, 54,7 por cento dos estudantes foram admitidos na primeira opção, o que perfaz um aumento de 5,7 face ao ano de 2017.

Há, no entanto, 7290 vagas para a segunda fase do concurso.

0Shares

Em destaque

Subir