Motores

Flávio Sainhas soma nova vitória nos Clássicos de Montanha

Flávio Sainhas somou mais uma vitória no Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha ao impor-se na competição na Rampa de Murça.

O piloto da Covilhã mostrou-se mais uma vez irrepreensível aos comandos do inconfundível Ford Escort MKI amarelo, e na prova do CAMI Motorsport esteve ao nível a que se encontrou na prova anterior.

Sainhas começou a ser eficaz desde o ‘warm-up’ de sábado, realizando logo aí o melhor tempo dos Clássicos e o 14º registo absoluto. Foi baixando a sua marca ao longo da primeira e da segunda subidas de treinos treinos, para na primeira subida oficial de prova baixar em mais de seis segundos o seu tempo – 2m31,002s, o que lhe deu a melhor marca dos Clássicos e 11º registo absoluto do dia.

Ficava a expetativa para domingo, onde depois de uma última subida de treinos só para ‘afinar’ a pontaria às curvas da rampa transmontana, o piloto do Ford Escort amarelo piorou ligeiramente a sua marca da véspera – 2m31,030s – mas fez o suficiente para garantir o triunfo nos Clássicos de Montanha um um lugar entre os 11 primeiros da ‘geral’. A marca da derradeira subida não seria melhor.

“O carro esteve impecável. Foi quase sempre a melhorar os tempos, sem cometer erros. E fruto de tudo isto foi mais uma vitória no Campeonato de Portugal de Clássicos de Montanha. Agora vou para umas pequenas férias e depois virá a Rampa da Arrábida em setembro”, afirmou Flávio Sainhas após concluir esta Rampa de Murça.

Mais partilhadas da semana

Subir