Nas Notícias

“Fernando Medina culpa as chefias e com razão. Devia ser consequente e demitir-se”, reage o PSD

O PSD exortou Fernando Medina a “ser consequente com as palavras e ser o primeiro a demitir-se”, depois do presidente da Câmara de Lisboa (CML) ter responsabilidade os “maus chefes” pelo agravamento da pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Em comunicado, Luís Newton, presidente da bancada do PSD na Assembleia Municipal de Lisboa, frisou que “Medina pede demissão de Medina”.

“Fernando Medina culpa as chefias da região de Lisboa pela situação atual da gestão pandémica e com razão. Não podemos esquecer que foi ele que demorou semanas a aceitar a desinfeção de espaços públicos, não quis testar os próprios funcionários [e] não preparou a Carris para o período de distanciamento social”, considerou o dirigente do PSD.

Foi também o presidente da CML quem “não quis distribuir máscaras à população” enquanto “rejeitou medidas especiais de emergência para Lisboa”, insistiu Luís Newton.

“Nada fez contra as manifestações e comícios que puseram em risco o controlo do surto. Entre muitos outros erros, que agora tão bem identifica”, acrescentou.

O PSD exortou Fernando Medina a “ser consequente com as palavras e ser o primeiro a demitir-se”, embora sem grande crença.

“Medina não faz isto num súbito acesso de consciência para proteger as suas populações. Faz isto na sequência da desavença do primeiro-ministro com os técnicos de saúde na última reunião do Infarmed”, concluiu Luís Newton.

Recorde-se que ontem, no comentário semanal para a TVI24, Fernando Medina culpou “os maus chefes e o pouco exército” pelo aumento de casos de covid-19 na área metropolitana.

“Ou há capacidade de conter isto rápido ou então têm de ser colocadas as pessoas certas nos sítios certos”, afirmou o presidente da CML, referindo-se às chefias da Direção-Geral da Saúde.

0Shares

Em destaque

Subir