Desporto

Federação norte-americana de futebol quer estreitar relações com Portugal

O novo presidente da Federação de Futebol dos Estados Unidos, o luso descendente Carlos Cordeiro, manifestou hoje o desejo de estreitar relações com a sua homóloga portuguesa.

“Estamos muito impressionados com estas infraestruturas. Deviam servir de inspiração para todas as federações. É uma nova forma de pensar futebol”, disse, ao site da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O dirigente falava após visita à Cidade do Futebol conduzida pelo presidente da FPF, Fernando Gomes, com quem conversou sobre a candidatura dos EUA à organização do Campeonato do Mundo de 2026, em conjunto com as federações do Canadá e do México.

Esta candidatura, que pela primeira vez junta três países, concorre com a de Marrocos: o vencedor será conhecido em 13 de junho, um dia antes do início do Mundial2018 da Rússia.

Carlos Cordeiro destacou a ligação ao país, já que é filho de pai português, cresceu e viveu na Índia até aos 15 anos, antes de emigrar com a mãe e os irmãos para os Estados Unidos, onde se formou na Universidade de Harvard.

Nos quadros da Federação de Futebol dos Estados Unidos desde 2007, Carlos Cordeiro assumiu em fevereiro o cargo de presidente, sucedendo a Sunil Gulati.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir