Apresentações/Novidades

Três, dois, um, zero, partida…Alpine A110 Rally

Depois de fazer furor num regresso aos escaparates e stands de venda, o Alpine A 110 A faz a sua estreia na competição, cumprindo assim um desígnio e também uma herança.

Afinal o mítico modelo da marca desportiva da Renault construiu a sua história nos ralis e até nas pistas, pelo que é natural que a nova geração também contasse com uma versão para competição; o Alpine A110 Rally.

Para já decorrem os preparativos para estar à partida da sua primeira classificativa numa prova do Campeonato Francês de Ralis – o Rali Mont-Blanc Morzine a disputar entre 5 e 7 de setembro de 2019. Mas depois é provável que seja apetecível por outras paragens.

A bonita e esguia silhueta do A110 GT4 e A110 Cup foi adaptada à competição pela Signatech – que tem já uma ligação à marca no Campeonato do Mundo de Resistência (WEC) – sob a supervisão da Alpine. Recebeu modificações importantes, como a suspensão hidráulica de três vias, novos travões brembo, elementos de segurança como as proteção tubular homologada pela FIA e as ‘bacquets’ e cintos de segurança de seis pontos Sabelt.

Em termos mecânicos e eletrónicos, e a par com a caixa de velocidades sequencial e diferencial, o Alpine A110 Rally ostenta o motor quatro cilindros de 1,8 litros original, mas foi desenvolvido para proporcionar mais torque, elevando-se a potência a mais de 300 cv.

Após um produtivo teste inicial no circuito francês de Lurcy-Lévis, o Alpine A110 Rally começou já um intenso programa de desenvolvimento (com os pilotos Emmanuel Guigou – campeão de França de ralis na categoria de duas rodas motrizes -, e Laurent Pallier – campeão francês da categoria “Junior”), que tem como objetivo melhorar as capacidades dinâmicas, otimizando igualmente a fiabilidade e definindo as configurações básicas, que, a posteriori, poderão ser aprimoradas pelos pilotos e equipas.

O objetivo deste plano de desenvolvimento, onde outros pilotos também participarão, tem também como objetivo tornar o Alpine A110 Rally mais fácil de conduzir, mais versátil e mais acessível, tanto para experimentados como para jovens pilotos ou “gentleman drivers”, ávidos de explorar a eficiência e prazer de condução proporcionados por esta verdadeira máquina de ralis.

Em simultâneo com o programa de desenvolvimento, a Signatech e a Alpine estão a trabalhar em colaboração com a FFSA (Federação Francesa do Desporto Automóvel) para a homologação do Alpine A110 Rally na categoria “FIA R-GT”. Um processo que deverá estar concluído nas próximas semanas, abrindo o caminho para a comercialização do modelo, que tem as primeiras entregas a clientes previstas para o início de 2020.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir