Nas Notícias

Deputado do PSD alcoolizado é detido após perseguição com disparos e tentativa de atropelar agente

Luís Miguel Calaça, deputado do PSD na Assembleia Legislativa da Madeira, foi detido, depois de uma perseguição policial que envolveu tiroteio e uma tentativa de atropelamento de um agente da PSP, no Funchal. O parlamentar estaria a conduzir sob efeito de álcool.

Segundo conta o jornal Diário de Notícias da Madeira, o episódio ocorreu na madrugada do passado dia 2 de dezembro.

Luís Miguel Calaça, de 39 anos, foi detido no Funchal, após uma “perseguição atribulada”, que “envolveu disparos para o ar” e uma tentativa de atropelamento de um agente da PSP.

Após uma operação STOP, o deputado da assembleia madeirense – ex-presidente da Junta de Freguesia do Caniçal – deu início a uma verdadeira aventura, alegadamente alcoolizado.

O deputado foi ouvido em inquérito judicial, foi constituído arguido e ficou com medida de coação mínima: termo de identidade e residência.

“Assumo, como sempre o fiz na minha vida pessoal e profissional, toda e qualquer responsabilidade advinda dos meus atos”

De acordo com aquele diário local, está em curso um processo-crime, no Departamento de Investigação e Ação Penal.

Incorre na prática dos crimes de desobediência à autoridade, tentativa de atropelamento a agente e condução sob efeito do álcool.

Numa nota enviada à comunicação social, Luís Miguel Calaça revelou que vai pedir o levantamento da imunidade parlamentar.

“Estou totalmente disponível para colaborar com a justiça. Quero também garantir que pedirei à Assembleia Legislativa da Madeira o levantamento imediato da minha imunidade parlamentar, para que nada fique por esclarecer. Assumo, como sempre o fiz na minha vida pessoal e profissional, toda e qualquer responsabilidade advinda dos meus atos”, escreveu o deputado numa nota enviada à comunicação social.

Mais partilhadas da semana

Subir