Desporto

Conceição confirma ausência de Nakajima para jogo com o Varzim

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, disse hoje que a opção para o encontro com o Varzim “é passar ou passar” às meias-finais da Taça de Portugal de futebol.

“Olhamos para o jogo de forma isolada, sem pensar no jogo do campeonato. Temos de olhar para o jogo e ver que adversários temos, que características possui e o que queremos. É um jogo a eliminar, não há tempo para recuperar. É passar ou passar”, disse na antevisão à partida com a equipa da II Liga.

Para o encontro de terça-feira, no Estádio do Dragão, Sérgio Conceição não poderá contar com Nakajima, tal como Pepe e o castigado Corona.

“O Nakajima infelizmente está fora do jogo por incapacidade física. Como sabem ele acabou o jogo e vimos uma situação de lesão nada bonita. Ele tem um hematoma muito grande na perna. Todos os outros jogadores, exceto o Corona e o Pepe, que já estava na enfermaria, estão disponíveis para dar o seu contributo”, afirmou.

O treinador fez vários elogios ao adversário e esclareceu que cabe ao FC Porto criar condições para que o adversário não surpreenda.

“Nas provas internas todas as equipas têm tudo a ganhar e nada a perder connosco. Teoricamente não têm a mesma força e o mesmo historial do FC Porto. Temos de olhar para o jogo com grande respeito, ver os pontos fortes do Varzim. Talvez venham com uma linha ainda mais baixa do que é normal fazerem as equipas contra nós no campeonato. Cabe-nos assumir as despesas do jogo para que o Varzim não nos surpreenda”, disse.

Sobre Varzim, Sérgio Conceição recordou que a equipa da II Liga “não iniciou bem o campeonato, mas praticamente nos últimos quatro meses não perdeu fora”.

“Acompanhei um pouco o início da época com o Paulo Alves, depois teve um trajeto interessante, sobretudo fora, porque é uma equipa que está talhada para jogar fora e temos de estar precavidos para isso”, afirmou.

Sérgio Conceição garantiu ainda que não vai voltar a revelar antecipadamente os nomes de jogadores titulares, como fez com Mbemba e Diogo Leite no lançamento do jogo com o Moreirense na última jornada.

“Fiz recentemente uma analogia com a Fórmula 1, em que normalmente é preciso fazer ajustes, dependendo do momento dos jogos e do adversário. Dei o mau exemplo na última semana ao dizer a dupla de centrais e agora estão à espera que eu solte mais alguma coisa, mas não. Talvez em 2030 eu o faça outra vez. Não serve de exemplo”, referiu o técnico.

Mbemba e Diogo Leite formaram a dupla de centrais na vitória frente ao Moreirense, mas não escaparam a algumas críticas.

“Corrigimos os erros que fazemos nos jogos, isso fazemos sempre, é o normal. Tive a oportunidade de falar com eles no final para dizer que continuava com a mesma opinião que tinha antes do jogo. O que avalio é o trabalho diário, depois há um dia que pode correr bem ou menos bem, mas que não muda a opinião que a equipa técnica e os companheiros de equipa têm deles. Eles estão completamente tranquilos quanto a isso”, assegurou.

O FC Porto, segundo classificado da I Liga, recebe esta terça-feira, às 18:00 horas, o Varzim, da II Liga de futebol, numa partida relativa aos quartos de final da Taça de Portugal.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir