Nas Notícias

CDS espera que não sejam precisos mais seis anos para que processo BES chegue a julgamento

“Demorámos seis anos a chegar aqui. Espero que não demoremos seis anos a chegar a um julgamento”, disse a deputada centrista Cecília Meireles, nesta quarta-feira, em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, em Lisboa.

O CDS manifestou hoje o desejo de ver maior rapidez da justiça no processo do Banco Espírito Santo (BES) e do Grupo Espírito Santo (GES).

“Demorámos seis anos a chegar aqui. Espero que não demoremos seis anos a chegar a um julgamento, porque era importante que a justiça fosse mais rápida”, referiu Cecília Meireles.

A deputada centrista exigiu ainda “uma absoluta transparência na injeção de dinheiros no fundo de resolução para o Novo Banco”, bem como na auditoria anunciada.

Caso contrário, assinala, fica “minada a confiança dos portugueses quer no sistema bancário quer no sistema político”.

Ontem, o Ministério Público acusou 18 pessoas e sete empresas.

Em causa, crimes económico-financeiros, sendo que o principal visado é o ex-banqueiro Ricardo Salgado, que reclama inocência e garante que não cometeu nenhum crime.

0Shares

Em destaque

Subir