Nas Notícias

CDS considera que Orçamento “dá com uma mão e tira com a outra”

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou hoje que Orçamento do Estado de 2019 “dá com uma mão e tira com a outra” por não atualizar as tabelas do IRS e penalizar as famílias.

“Vemos com muita preocupação o facto de não terem sido atualizados os escalões em linha com a inflação. Logo aí, temos um aumento dos impostos nas famílias portuguesas”, afirmou Assunção Cristas, no final de uma reunião com a direção da UGT, para preparar o debate e as propostas alternativas do partido sobre o orçamento.

Apesar de ter feito uma primeira leitura do documento, que “chegou muito tarde” ao parlamento, na segunda-feira à noite, a líder centrista admite que “é mais do mesmo” e “dá com uma mão e tira com a outra”.

Os escalões do IRS não vão sofrer qualquer atualização em 2019, segundo a proposta de Orçamento do Estado entregue segunda-feira no parlamento, o que poderá penalizar os contribuintes que venham a ter aumentos salariais.

Mais partilhadas da semana

Subir