Motores

BMW diz não aos Hipercar no WEC

Depois da FIA e do ACO terem anunciado o regulamento Hipercar, apontado como o futuro do Campeonato do Mundo de Resistência (WEC) a partir de 2020/2021, a BMW anunciou que não está interessada.

Embora a marca de Munique tenha uma forte aposta na sua gama de automóveis de estrada elétricos, e participe a partir da quinta temporada na Fórmula E, o seu responsável desportivo fez saber que o construtor bávaro não vai participar na nova categoria Hipercar.

Trata-se de protótipos que vão utilizar motores elétricos – recorrendo a baterias – e soluções híbridas, mas Jens Marquardt deixou agora claro que a falta de um automóvel adequado para se ‘encaixar’ na categoria e o pouco tempo disponível para o desenvolvimento do mesmo levam a participação da BMW a ser pouco provável.

A marca de Munique esteve presente nas reuniões do Grupo Técnico de Trabalho do WEC para estabelecer os novos regulamentos, mas o seu responsável desportivo diz que para já um BMW Hipercar está fora de hipótese.

“De momento não temos um carro desses no nosso portfólio, por isso não é algo que possamos fazer dentro de um par de anos. Os regulamentos podem ser apelativos, com os custos a serem distribuídos ao longo de cinco anos. Mas toda a gente sabe que não temos um carro como aqueles na nossa fama e é muito difícil gastarmos muito dinheiro num carro desses se o quisermos desenvolver. De momento essa não é a nossa missão”, afirmou Marquardt.

O mesmo responsável admite que se o Hipercar fosse um carro mais próximo dos existentes GTE talvez a categoria tivesse apelado mais à BMW. Além disso mostra preocupação relativamente aos regulamentos que especificam um determinado tipo de carroçaria e sistemas híbridos.

Mais partilhadas da semana

Subir