Mundo

Feridos do tiroteio na Holanda são cinco, corrigem as autoridades

As autoridades policiais holandesas corrigiram de nove para cinco o número de feridos vítimas do tiroteio hoje em Utrecht, confirmando pelo menos três mortos, enquanto perseguem um suspeito de origem turca.

A polícia holandesa confirmou igualmente que se tratou de um único tiroteio, e não de vários em diferentes pontos da cidade de Utrecht como anteriormente tinha sido indicado pela agência holandesa de anti-terrorismo.

As agências noticiosas e os média locais reportam a presença de vários agentes fortemente armados, alegadamente na busca de um homem de 37 anos, Gokmen Tanis, nascido na Turquia, suspeito de ser o autor do tiroteio desta manhã.

De acordo com média locais, Tanis tem cadastro, tendo sido levado por várias vezes a tribunal, na Holanda, por pequenos furtos e por uma acusação de violação.

As autoridades estão igualmente a investigar um Renault Clio vermelho, que foi encontrado abandonado num bairro de Utrecht e que é suspeito de ter sido utilizado pelo autor ou autores do tiroteio.

As autoridades continuam a vigiar diferentes espaços públicos da cidade e mantêm fechados todos os estabelecimentos escolares da região.

O tiroteio verificou-se hoje, pelas 10:45 (hora local, 09:45 em Portugal Continental) num elétrico que percorria o bairro de Kanaleneiland, no centro de Utrecht.

As autoridades inclinam-se para a possibilidade de se ter tratado de um ataque terrorista.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir