Motociclismo

António Maio conclui ‘Dakar’ e alcança objetivos

António Maio concluiu o 42º Rali Dakar e alcançou os seus principais objetivos na prova ‘rainha’ do todo-o-terreno mundial.

Na derradeira etapa, realizada hoje entre Haradh e Qiddiya e com 374 quilómetros, o piloto da Yamaha conseguiu manter o 12º lugar nos G2 – para pilotos não elite – sendo também o melhor português na competição das motos, que concluiu na 27ª posição.

Maio conseguiu neste último dia ser o 21º mais rápido, depois de uma prova onde chegou a rodar no 19º posto absoluto, antes de uma queda ter danificado a moto # 53. Mas o capitão da GNR não baixou os braços e terminou o rali no top 30.

Foi a segunda vez que o piloto de Borba participou no ‘Dakar’, mas ao contrário da primeira experiência desta vez conseguiu concluir com sucesso a dura aventura que este ano se disputou na Arábia Saudita.

 

À chegada a Qiddiya António Maio não escondeu a sua satisfação: “A todos os meus amigos e patrocinadores que tornaram possível este objetivo e que me acompanharam e apoiaram até ao fim. Quero dedicar a minha participação ao Paulo Gonçalves, um amigo e excelente piloto que está a olhar por todos nós de certeza”.

“Obrigado também a todos os portugueses que estão aqui a apoiar-nos. Agradeço também ao meu mecânico Bruno Pires pelo trabalho excelente que realizou. Obrigado a todos”, acrescentou o alentejano, que agora regressa a Portugal para começar já a preparar a época desportiva para 2020.

2Shares

Em destaque

Subir