Nas Notícias

António Costa afirma que pasta de Elisa Ferreira “honra” Portugal e é estratégica para o país

O secretário-geral do PS afirmou hoje que a pasta da coesão e reformas que será assumida por Elisa Ferreira como comissária europeia “honra” Portugal e permitirá o trabalho em áreas estratégicas como a coesão territorial.

António Costa falava aos jornalistas, depois de a presidente eleita da Comissão Europeia, a alemã Ursula Von der Leyen ter anunciado que a comissária designada por Portugal para integrar o futuro executivo comunitário, Elisa Ferreira, terá na sua equipa a pasta da Coesão e Reformas.

“Esta era a pasta que tínhamos acertado com a senhora Ursula Von der Leyen, penso que honra o nosso país e que, seguramente, está ao nível da qualidade da nossa comissária [Elisa Ferreira]. A pasta permitirá à comissária Elisa Ferreira – e também a Portugal – trabalhar em áreas estratégicas para o país”, sustentou o líder socialista.

António Costa referiu que a pasta que será desempenhada pela até agora vice-governadora do Banco de Portugal “é mais alargada do que é tradicional, tendo a dimensão dos fundos estruturais (FEDER e fundo de coesão)”.

“Tem dois novos fundos que financiarão a transição para a sociedade digital e para o novo paradigma energético, o novo fundo que constitui o embrião da capacidade orçamental da zona euro e a dimensão do desenvolvimento da estratégia das políticas urbanas da União Europeia”, apontou o primeiro-ministro.

Mais partilhadas da semana

Subir