África

Angola vai construir 12 novos postos fronteiriços com a RDCongo

A Polícia de Guarda Fronteiras de Angola anunciou hoje a construção de 12 novos postos na extensa fronteira com a República Democrática do Congo (RDCongo) para “maior e melhor” controlo da mobilidade entre os dois países.

Segundo o comandante nacional da Polícia de Guarda Fronteiras de Angola (PGFA), comissário chefe Francisco Ferreira Paiva, até agosto de 2020 novas infraestruturas vão surgir para melhor acomodação dos efetivos do setor no âmbito de um programa de ação que prevê a reestruturação do órgão policial.

“Alguns órgãos serão extintos e outros fundidos, vamos propor ao comandante geral para aprovação, ou não, que o departamento naval será um órgão que vai ressurgir na PGFA. Esperamos ter um órgão com a cabeça mais pequena em relação ao corpo”, disse.

O comandante nacional falava em Luanda, na cerimónia das celebrações dos 41 anos da Polícia de Guarda Fronteiras de Angola, que se comemoram hoje, sob o lema “Com Vigilância, Audácia e Persistência”, salientando que a estrutura que dirige se deve adaptar à estrutura do Comando Geral da Polícia angolana.

Além do anúncio da construção de 12 novos postos na fronteira com RDCongo, Francisco Ferreira Paiva deu conta da construção de uma caserna com capacidade para 200 pessoas, um auditório, um hospital com capacidade para internar 30 pessoas e uma morgue.

O comandante da PGFA referiu que, caso o comandante geral da polícia angolana aprove o plano do setor, os 12 novos postos fronteiriços vão beneficiar de uma viatura cada, “do lote de viaturas apreendidas durante a Operação Transparência”.

“No capítulo de formação estamos a preparar planos de formação para o próximo ano e, já a partir de janeiro, vamos iniciar o curso para comandante de unidades, vamos formar ainda este ano especialistas em telecomunicações, informática e transportes”, assegurou.

O comandante nacional defendeu ainda a necessidade da mudança da “cor e do estilo do atual fardamento” dos efetivos da PGFA, notando que a proposta está a ser discutida para posterior apresentação ao comandante geral da polícia.

Na cerimónia foram entregues troféus aos vencedores de um torneio de futebol salão alusivo à data e outorgadas medalhas aos efetivos com mais de 30 anos e aos que se destacaram em serviço, numa iniciativa em que também participaram membros do conselho consultivo e efetivos da PGFA.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir