TV

Amputado cria disfarces humorísticos para usar no Halloween

Josh Sundquist sobreviveu a um cancro, ficou sem a perna esquerda, mas não perdeu o sentido de humor. Todos os anos, este jovem cria um disfarce humorístico para usar no Halloween.

Já foi um biscoito de gengibre (sem uma perna, comida), um candeeiro de um filme, um flamingo e uma peça de matraquilhos. Agora, no Halloween de 2015, que disfarce vai usar Josh Sundquist?

Esta piada tem de ser explicada para não se perder na tradução. Nos EUA existe uma popular cadeia de restaurantes chamada Ihop, que soa tal como ‘I hop’, algo como ‘eu dou um salto’.

“É uma piada clássica de amputados e este ano decidi-me a dar-lhe vida”, justificou Josh Sundquist, que perdeu a perna esquerda para um cancro quando tinha apenas 9 anos de idade.

O tumor foi tão agressivo que, à data, os médicos só lhe deram 50 por cento de hipóteses de sobreviver. Mas aos 13 estava ‘limpo’ do cancro e aos 16 já praticava esqui de competição (só com uma perna, claro).

Josh Sundquist, cuja história de vida lhe permite trabalhar como orador de palestras motivacionais, tornou-se numa celebridade das redes sociais pela tradição de, a cada Halloween, fazer um disfarce que ‘beneficie’ de ser amputado.

“Sempre lidei com o desconforto social da minha deficiência através do sentido de humor. Agora estou ainda mais confortável com quem sou e com a minha aparência”, justifica o jovem.

“Sinto que ao fazer estes disfarces para o Halloween estou, de certa forma, a celebrar uma característica que me torna diferente, único. Os outros podem dizer que é esquisito ou inovador, depende das perspetivas”, concluiu.

A ‘tradição’ começou em 2010, inspirada no boneco de gengibre do filme ‘Shrek’ que ficou com as pernas… esmigalhadas.

O cinema tem sido a grande fonte de inspiração e, em 2012, a namorada sugeriu-lhe uma adaptação de um candeeiro – de uma só perna – que surge em ‘A Christmas Story’.

Em 2013, a ideia surgiu durante uma visita ao jardim zoológico e, no ano passado, com os EUA a competirem no Mundial de futebol para adaptados, um fã sugeriu-lhe que fosse… um jogador de matraquilhos.

9Shares

Mais partilhadas da semana

Subir