Nas Notícias

Acionista chinês da TAP vai comprar arranha-céus em Nova Iorque

Está a ser negociado a compra de um arranha-céus na cidade de Nova Iorque pelo grupo chinês HNA, acionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia aérea brasileira Azul. O imóvel tem o valor de 2,21 mil milhões de dólares.

Segundo a imprensa estatal chinesa, este seria o valor mais elevado alguma vez pago por um edifício em Manhattan, o centro financeiro da cidade norte-americana.

Trata-se do arranha-céus 245 Park Avenue Manhattan, com 198 metros de altura, cerca de 48 andares, construído em 1967. Tem 158 mil metros quadrados e tem um fundo de investimentos da JP Morgan Chase & Company.

A sede oficial do grupo HNA fica na ilha de Hainan, no extremo sul da China, e a empresa opera nos setores da aviação, turismo, indústria, logística e financeiro.

Como o grupo chinês tem uma participação de 13 por cento na companhia aérea brasileira Azul e de 7 por cento na Atlantic Gateway, a HNA detém indiretamente cerca de 20 por cento do capital da TAP. Para além disso, pertence ao grupo a distribuidora de tecnologia norte-americana Ingram Micro e a Gategroup, a segunda maior empresa de ‘catering’ em aviões do mundo.

 

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir