Motores

A tremenda desilusão de Filipe Albuquerque com o abandono nas 4 Horas de Silverstone

Depois do bom desempenho na qualificação, onde a sua equipa garantiu o segundo lugar da grelha de LMP2, o abandono nas 4 Horas de Silverstone foi uma tremenda desilusão para Filipe Albuquerque.

O piloto português abordava esta primeira prova do Campeonato do Mundo de Resistência (WEC) 2019/2020 com grandes expetativas, dada a competitividade do novo Oreca 07 da United Autosports, que dividia com Paul di Resta e Phil Hanson.

Mas sorte não quis nada com a equipa do protótipo # 22 que viria a ter problemas elétricos que ditaram a desistência. Um autêntico ‘balde de água fria’ para Albuquerque e para os seus companheiros de equipa.

“Antes tínhamos um carro que não nos permitia andar na frente, agora que temos carro com andamento, aparecem estes problemas. Estou muito desiludido. Não imaginámos que este poderia ser o desfecho”, desabafoi mais tarde o piloto de Coimbra.

Filipe Albuquerque espera que as coisas mudem para a segunda prova do WEC, as 6 Horas de Fuji, que se disputa no traçado japonês a 6 de outubro: “Esperamos que não volte a acontecer e que nas próximas corridas estejamos em condições de extrair todo o potencial do Oreca”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir