Hoje é dia

9 de dezembro, morre Almeida Garrett, símbolo do romantismo português

Almeida_Garrett_900Hoje é dia de recordar Almeida Garrett, escritor e dramaturgo, considerado uma das maiores figuras do romantismo português. Garrett morreu a 9 de dezembro de 1854, em Lisboa.

Almeida Garrett foi um notável escritor e dramaturgo, uma das figuras maiores do romantismo luso e grande impulsionador do teatro em Portugal.

Nascido no Porto a 4 de fevereiro de 1799 e criado em Gaia, Almeida Garrett foi escritor e dramaturgo, orador, ministro e secretário de estado honorário português.

Por altura das lutas liberais, esteve exilado em Inglaterra, país onde tomou contacto com o movimento romântico.

Já em França, cria as primeiras obras da literatura romântica portuguesa.

Regressa a Portugal em 1826, dedicando-se ao jornalismo. Funda e dirige o diário ‘O Português’, o semanário ‘O Cronista’ e, mais tarde – depois de sair do país por época por absolutismo de D. Miguel – funda também o jornal ‘Regeneração’.

Garrett fica com o nome gravado na história por ser também um grande impulsionador do teatro em Portugal, propondo a edificação do Teatro Nacional de D. Maria II e a criação do Conservatório de Arte Dramática.

Morre a 9 de dezembro de 1854, em sua casa, na atual Rua Saraiva de Carvalho, em Campo de Ourique.

Nasceram a 9 de dezembro Pietro Alessandro Guglielmi, compositor italiano (1728), José Rodrigues Miguéis, escritor português (1901), e Elisabeth Schwarzkopf, soprano alemã (1915).

Nasceram também Kirk Douglas, ator norte-americano (1916), Henry Way Kendall, físico norte-americano (1926), John Cassavetes, ator e realizador norte-americano (1929), e Ashleigh Brilliant, cartoonista inglês (1933).

Morreram neste dia André de Resende, arqueólogo português (1573), Van Dyck, pintor belga (1641), D. Pedro II, rei de Portugal (1706), D. João V, Rei de Portugal (1750), e Almeida Garrett, escritor português (1854).

Morreram ainda Ralph Johnson Bunche, Nobel da Paz (1971), e James Neilson, realizador norte-americano (1980).

Mais partilhadas da semana

Subir