Mundo

Toyota quer vender carros que ‘comunicam’ entre si

A exemplo do que já faz no Japão desde 2015, a Toyota/Lexus quer começar a vender, a partir de 2021, carros que ‘comunicam’ entre si, de forma a que a circulação se torne mais segura. A marca pretende que a medida seja também desenvolvida por outros construtores.

Desde 2015 que a Toyota/Lexus tem, no Japão, cerca de 100 mil unidades que ‘falam’ entre si, e pretendem agora alargar o serviço à escala mundial.

A marca espera começar a comercializar estes veículos em 2021, ano que poderá ficar marcado por uma circualação mais segura, já que os automóveis são capazes de ‘perceber’ o que os outros veículos estão a fazer num raio de 300 metros.

Nos Estados Unidos, recorde-se, desde 1999 que uma frequência está reservada para o desenvolvimento desta tecnologia mas, mesmo com o esforço da administração de Obama, em 2016, essa possibilidade não alcançou o sucesso.

Agora é a Toyota/Lexus que pretende avançar com a tecnologia V2V – “vehicle to vehicle”. De acordo com o constutor, este novo sistema pode evitar milhares de acidentes, além de reduzir as despesas de reparação provenientes desses acidentes.

Esta tecnologia consiste num sistema dedicado de comunicações de curto alcance, em que cada carro transmite, até 300 metros, a sua posição, direção e velocidade. Esses dados são captados pelos outros automóveis equipados com a tecnologia dentro do mesmo raio, podendo interpretar o que cada um está a fazer.

Os dados são emitidos dez vezes por segundo, o que indica a localização de forma muito rigorosa.

A tecnologia é vista como preponderante para a redução de acidentes nas estradas, além de representar uma ferramenta importante para o futuro dos carros autónomos.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir