Nas Notícias

Marcelo visita cantina social e insiste em pagar o almoço

É nos pequenos gestos que Marcelo Rebelo de Sousa continua a engrandecer a Presidência da República. O representante máximo da Nação foi convidado a almoçar numa cantina social e não deixou que lhe oferecessem a refeição. O almoço custava ‘apenas’ três euros, valor que Marcelo insistiu em pagar. E pagou.

O convite para almoçar surgiu durante a visita do Presidente ao centro social da Associação Cristã de Reinserção e Apoio Social, em Lisboa. Uma presença que serviu de alerta para os cortes nos apoios à instituição, que vão ditar uma redução, a partir de dezembro, das 100 para as 67 refeições diárias.

Quem tomou esta decisão, em Bruxelas, estava “a pensar numa família tipo, de um país ideal, em cidades ideais que em muitos casos nada tem a ver com as pessoas de carne e osso”, criticou Marcelo.

Após perguntar o valor da refeição, o Presidente percebeu que não tinha a carteira e pediu a um assessor que a fosse buscar. Então, pagou o almoço, dando ao custo monetário de três euros um incontável valor simbólico.

Antes de visitar a instituição social, Marcelo passou pela Unidade de Neurocríticos do Hospital de São José, onde há um ano nasceu Lourenço Salvador, o bebé cujo parto decorreu 107 dias após a morte cerebral da mãe.

“Tinha de haver este gesto simbólico porque o Lourenço tinha sido este exemplo feliz”, destacou o Presidente, que agraciou a equipa clínica com o título de membro honorário da Ordem do Infante D. Henrique.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir