Desporto

Videoárbitro é para continuar garante presidente da FPF

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) não esconde nem nega que há coisas a “melhorar” no sistema de videoárbitro (VAR). Fernando Gomes esteve presente num fórum organizado pelo Sporting e explicou que a introdução do VAR é um caminho “sem retorno”, garantindo que esta tecnologia de auxílio dos árbitros irá continuar.

“Em tudo, na vida, nunca há limites e o limite está na nossa própria imaginação e na nossa própria capacidade. Portanto, aquilo que eu desejo é que todos nós tenhamos capacidade de entender os sinais que se vão passando na nossa atividade e que consigamos criar em conjunto uma perspetiva de futuro e um futebol melhor”, salientou o líder federativo.

Em declarações à Sporting TV, Fernando Gomes destacou o papel pioneiro que a FPF teve na implementação desta tecnologia.

“Desde a primeira hora, fomos um dos três países que experimentou o videoárbitro na sua primeira liga, nós, a Alemanha e a Itália, portanto é o coroário de uma aposta. Provavelmente vamos ter dois videoárbitros no campeonato do mundo”.

Num balanço aos primeiros meses do VAR no futebol português, Fernando Gomes sustenta que “temos assistido a algumas decisões que eram erradas e foram corretas”.

“Este avanço beneficia a verdade desportiva. É um processo sem retorno”, avisou.

Para sustentar a aposta feita pela FPF, Fernando Gomes dá o exemplo de outros campeonatos que vão seguir a Liga portuguesa.

“Sabemos que outros campeonatos, como em Espanha, França e Holanda, vão iniciar também. Estamos na linha da frente, como em outras matérias a FPF tem estado. Vai tornar mais verdadeiro o Mundial, ninguém ficaria satisfeito se houvesse uma decisão com um golo, por exemplo, em fora de jogo”

Mais partilhadas da semana

Subir