Mundo

Senadora Kamala Harris abandona corrida Democrata para nomeação presidencial

A senadora da Califórnia Kamala Harris anunciou hoje o abandono da corrida para a nomeação presidencial pelo Partido Democrata, garantindo, porém, que continuará a lutar politicamente para garantir “justiça” para “todas as pessoas” nos Estados Unidos.

“Para os meus apoiantes, é com um profundo pesar – mas também com uma profunda gratidão – que estou a suspender hoje a minha campanha”, escreveu a ex-procuradora da Califórnia, de 55 anos, na sua conta na rede social Twitter.

“Mas quero ser clara para convosco: Vou continuar a lutar todos os dias por aquilo que defendeu esta campanha. Justiça para as pessoas. Para todas as pessoas”, reforçou Kamala Harris, que entrou na corrida Democrata em finais de janeiro passado e que tinha como meta defrontar nas eleições presidenciais norte-americanas de 2020 o Republicano e atual Presidente Donald Trump.

Após um forte começo e um desempenho elogiado nos debates televisivos, a senadora Democrata começou a recuar nas sondagens.

A falta de fundos para financiar a campanha presidencial, que envolve sempre somas bastante avultadas, é o motivo que levou à suspensão.

“A minha campanha para ser eleita Presidente não conta simplesmente com os meios que precisamos para continuar”, anunciou a senadora afro-americana, num comunicado.

Apesar de outros candidatos Democratas já terem recuado, Kamala Harris é considerada como a principal figura a abandonar, até à data, as primárias do Partido Democrata, que agora passam a contar com 15 candidatos.

A convenção nacional do Partido Democrata, que irá formalizar o candidato presidencial da força política, está marcada para 13 a 16 de julho de 2020, em Milwaukee.

As eleições presidenciais nos Estados Unidos estão agendadas para novembro de 2020.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir