Mundo

“Padre, por favor, pare”, pede pai de jovem morto ao sacerdote que criticava o filho no funeral

Um padre norte-americano tem sido criticado por ter feito críticas a um jovem, que se suicidou, durante o funeral do rapaz. O pai do adolescente chegou mesmo a apelar ao sacerdote para parar com os comentários. “Padre, por favor, pare”, pediu o pai.

Maison Hullibarger tinha 18 anos quando decidiu interromper a vida, cometendo suicídio.

O jovem estudante universitário colocou fim à vida a 4 de dezembro e no dia 8 do mês passado foi feito o seu funeral, cerimónia que tem gerado críticas várias ao padre.

Tudo porque o sacerdote fez várias críticas ao jovem por ter cometido suicídio.

A cerimónia decorreu na igreja de Temperance, no Michigan, e o padre Don LaCuesta aproveitou a ocasião para deixar várias críticas.

“Ele estava a condenar o nosso filho, basicamente a chamá-lo de pecador. Questionava se ele se tinha arrependido o suficiente para chegar ao céu. Disse a palavra ‘suicídio’ mais de seis vezes”, lamentou Jeff Hullibarger, pai do adolescente, em entrevista ao Detroit Free Press.

O pai do jovem confessou ainda que durante a cerimónia pediu ao padre para parar com as críticas.

“Padre, por favor, pare”, revela que lhe disse.

Mas o sacerdote prosseguiu.

“Alguns jovens, que eram da idade do Maison, saíram da igreja a chorar”, salientou.

A igreja de Detroit já veio a público pedir desculpa.

“Compreendemos que esta situação dolorosa foi tornada mais difícil e lamentamos”, revelou a igreja em comunicado.

Mais partilhadas da semana

Subir