Motociclismo

Moto 3: Qualificação complicada para Miguel Oliveira em Valência

MiguelOliveiraValencia 1MiguelOliveiraValencia 600Depois de um primeiro dia de treinos destinado a preparar a sua nova Mahindra, Miguel Oliveira não foi além do 17.º lugar na qualificação para o Grande Prémio da Comunidade Valenciana de Moto 3. Um resultado que se deve em boa parte à sua nova ‘montada’, que estreou diversos componentes.

Além disso o piloto português não teve a oportunidade de finalizar todo o trabalho que tinha previsto na sexta-feira, pelo que na jornada de sábado foi necessário finalizar os testes com o chassis, motor e peças exteriores da nova MGP30. Novidades que Miguel não utilizará na corrida.

“Não tem sido um fim-de-semana fácil. A moto é completamente nova, o que significa começar tudo de novo. O resultado reflete as dificuldades que temos de momento e não temos qualquer explicação para a descida na tabela de tempos”, começa por explicar o piloto de Almada.

Depois da sessão de treinos livres matinal, onde Miguel Oliveira esteve terminou no top dez, depois de ter rodado entre os cinco mais rápidos competindo diretamente com Jonas Folger, mostrou que tem ritmo para andar entre os melhores no circuito Ricardo Tormo.

“Amanhã vamos regressar à moto que tínhamos usado até agora, e vou poder afiná-la no ‘warm-up’, testando os acertos que utilizamos nos testes de Inverno, onde fui cinco décimas mais rápido”, assegurou o piloto português da Mahindra.

Mais uma vez a qualificação de Moto3 foi dominada pelas KTM, com Alex Rins a bater o seu grande rival Luis Salom, com Maverick Viñales a completar a primeira linha da grelha de partida para a corrida de domingo.

0Shares

Em destaque

Subir