Cultura

Morreu Scott Walker

O músico norte-americano Scott Walker, que fundou os Walker Brothers na década de 1960, morreu aos 76 anos, revelou hoje a editora discográfica 4AD.

“Durante meio século, o génio do homem nascido Noel Scott Engel preencheu a vida de milhares de pessoas, primeiro como um dos três The Walker Brothers e depois como artista solo, produtor e compositor de uma originalidade intransigente”, descreveu a editora, que não revelou a data nem a causa de morte do músico.

Scott Walker nasceu no Ohio, cresceu na Califórnia e formou o grupo The Walker Brothers, com o qual se mudou para o Reino Unido, em plena febre da música britânica nos anos 1960 pelos Beatles e pelos Rolling Stones.

Os Walker Brothers – que não eram irmãos – fizeram sucesso e escalaram nas tabelas de vendas no Reino Unido com temas como “Make it easy on yourself” (de Burt Bacharach e Hal David), “The sun ain’t gonna shine anymore” (de Bob Crewe e Bob Gaudio), e “My ship is coming in”.

Scott Walker, vocalista e principal compositor do grupo que durou até 1967, “tem sido um titã, único e desafiador, da música britânica: Audacioso e curioso, ele produziu várias obras que se atreveram a explorar a vulnerabilidade humana e a negritude em torno dela”, sublinhou a editora 4AD.

É descrito como “uma das mais enigmáticas figuras do pop rock”, sobre quem se sabe pouco para lá da música. Depois do fim dos Walker Brothers, editou vários álbuns a solo – “Scott”, “Scott 2”, “Scott 3” e “Scott 4” – e reuniu-se com o trio em meados da década de 1970.

Apesar dos longos silêncios, Scott Walker manteve-se ligado à música, editando álbuns, compilações, escrevendo para cinema e para dança contemporânea e colaborando com outros artistas, como Sunn O))) e Bat for Lashes.

Scott Walker, com voz de barítono, dramático e soturno, era tido como uma referência para dezenas músicos e artistas, entre os quais Jarvis Cocker (Pulp), Thom Yorke (Radiohead), Brian Eno, Richard Hawley e Marc Almond (Soft Cell).

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir