Motores

Miguel Ramos compensa sábado com pódio no domingo no Red Bull Ring

Miguel Ramos teve sortes mistas no fim de semana de International GT Open em terras austríacas. Depois do sábado ter terminado a primeira corrida no nono posto na de domingo subiu ao pódio

Dividindo uma vez mais o Mercedes AMG GT3 # 10 com Fabrizio Crestani, o piloto português partiu do quarto lugar da grelha para aquela que foi a sua 200ª prova na competição, mas a sua exibição no Red Bull Ring viria a ser limitada por uma penalização com passagem pela via das boxes.

Uma falsa partida acabou por deitar tudo a perder e a levar que a dupla luso-italiana acabasse o primeiro confronto do fim de semana apenas na nona posição. O que deixava a equipa com mais vontade de obter um bom resultado na segunda corrida.

Ainda assim o 14º lugar na grelha de partida mostrava que Miguel e Fabrizio tinham tido dificuldades na qualificação. “Correu mal”, admitiu o piloto de Vila Nova de Gaia, que alegou “um erro na pressão dos pneus traseiros” – 2,8 bar quando devia ser de 1,8 bar.

“O Mercedes estava impossível de pilotar. Ainda vim à boxe, identificamos o problemas e ajustamos a pressão, mas só tive mais duas voltas antes do final da qualificação e os pneus já não eram novos. Mesmo assim fiquei a um segundo da ‘pole’, o que representou o 14º tempo, pois o pelotão está muito competitivo”, contou Miguel Ramos.

O começo de prova na segunda corrida não foi bom, mas o turno de condução de Fabrizio Crestani acabou por fazer a diferença, e aos poucos o Mercedes foi-se aproximando da frente da corrida, aproveitando também alguns percalços alheios.

“Parti mal mas o Fabrizio deu espetáculo no Red Bull Ring, conseguindo uma recuperação notável. O facto de não termos ‘handicap’ compensou bastante e ajudou na recuperação. Na última volta um dos Lamborghini desistiu e o Lamborghini do Costa e o Mclaren do Henrique Chaves tocaram-se, tendo o Fabrizio aproveitado e passado os dois. Foi um pódio muito suado, mas que ajudou a manter o quarto lugar”, salienta Miguel Ramos, que vai para a pausa de verão no quarto posto a 14 pontos dos líderes do campeonato, Henrique Chaves e Martin Kodric.

Mais partilhadas da semana

Subir