Europa

Mãe despede-se para ver filha crescer e acaba por criar seu próprio negócio

Aos 24 anos, Dina Borisova decidiu despedir-se para ver a sua recém-nascida crescer. A pequena Alex acabou por ser a inspiração para a criação do seu próprio negócio.

Dina Borisova estava contratualmente ligada à Sports Direct, sendo que apenas realizava horas de trabalho quando solicitado.

Apesar de ter direito à licença de maternidade, cedo percebeu que seria impossível conciliar o trabalho ‘não organizado’ com o crescimento da filha, pelo que dificilmente também conseguiria suportar as despesas de um recém-nascido.

“Percebi que não iria ser rentável voltar ao trabalho devido aos custos elevados de um bebé aqui em Londres”, explicou ao Mirror. “Ao mesmo tempo, estava emocionalmente reticente em deixar a minha filha em casa. Tornei-me super protetora. Quis conseguir ver o máximo do seu crescimento”, confessou.

Dina acabou por se demitir, sendo mãe a tempo inteiro, enquanto o marido continuou com o antigo trabalho.

“Depois simplesmente aconteceu. Alex começou a crescer muito rapidamente. A cada dois meses tinha de mudar o guarda-roupa, o que ficava muito dispendioso”.

“Um dia decidi pegar num monte delas e colocar à venda no eBay. A grande maioria das peças estavam novas, praticamente tinham sido usadas, e acabaram por ser vender. Fiquei surpreendida. A Alex tornou-se na minha inspiração”, conta.

À medida que a pequena Alex foi crescendo, a mãe continuou a colocar várias peças à venda, tendo recebido muitos comentários positivos por parte dos interessados.

Agora, Dina tem a sua própria loja virtual, a Nikkie’s Wardrobe, especializada em roupa de criança em segunda mão e uma assistente de luxo – a filha de quase dois anos, Alex.

“É a minha pequena assistente. Adora envolver-se e perder-se no meio da roupa”, confidencia Dina.

Como o crescimento ficou mais lento, Dina dividi-se entre compras e vendas através de mercados digitais, conseguindo manter o seu negócio rentável.

A vontade de Dina passa agora por fazer perceber as mães que conseguem vestir os seus recém-nascidos sem terem que gastar uma fortuna.

“Quero ajudar as mães a perceber que conseguem roupas lindíssimas – mesmo de marca – sem terem que gastar muito dinheiro. Tento manter o meu preço o mais amigável possível”, remata.

Mais partilhadas da semana

Subir