Desporto

Júlio Mendes pede união em torno do novo presidente do Vitória de Guimarães

O presidente demissionário do Vitória de Guimarães, Júlio Mendes, pediu hoje aos sócios do clube, cuja equipa de futebol milita na I Liga portuguesa, para se unirem em torno do líder que for hoje eleito.

Após ter renunciado à liderança vitoriana no passado dia 27 de maio, o dirigente considerou que o aparecimento de três candidaturas aos órgãos sociais – lista A, encabeçada por António Miguel Cardoso, lista B, de Miguel Pinto Lisboa, e lista C, de Daniel Rodrigues – é uma prova da “capacidade do clube para discutir ideias” e frisou o vencedor tem de ser o presidente de todos.

“Expresso um desejo muito forte e vincado de que daqui saia um presidente que tenho o apoio de todos. Aquele que ganhar hoje as eleições será o presidente de todos nós. Será também o meu presidente. Os que perderem que se unam à volta de uma causa que se chama Vitória Sport Clube”, disse, após ter votado, às 14:30.

O responsável pediu ainda aos sócios para que a “afluência” às urnas seja “enorme”, de forma a que o recorde de votação de 7.274 sócios, atingido no ano passado, na eleição em que derrotou Júlio Vieira de Castro, com 52 por cento dos votos, seja ultrapassado – até às 15:00, cerca de 4.200 sócios exerceram o seu direito, adiantou fonte oficial do clube.

O presidente do Vitória nos últimos sete anos realçou ainda que vai abandonar a direção com a sensação de “dever cumprido” e com a ideia de que o clube que hoje vai ser entregue ao novo presidente está “muito melhor” do que o que era em 2012.

O ainda dirigente mostrou-se ainda “disponível” para contribuir para “os interesses do clube”, no futuro, mas sem qualquer intervenção para criar “instabilidade”, ao contrário do que lhe fizeram a si no passado, alegou.

Eleito presidente em três ocasiões – 2012, 2015 e 2018 -, Júlio Mendes demitiu-se neste ano, tendo justificado a decisão com o “clima de contestação” à sua liderança e com a indisponibilidade demonstrada pelos sócios para abrirem a SAD, responsável pelo futebol, a investimento externo, na Assembleia Geral de 08 de setembro de 2018.

A direção por si liderada vai continuar em funções até 29 de julho, dia em que os órgãos sociais eleitos hoje tomam posse.

Júlio Mendes é também o presidente do Conselho de Administração da SAD e vai continuar a exercer o cargo até 30 de julho, dia em que os acionistas elegem o novo Conselho.

Os sócios do Vitória de Guimarães elegem hoje o 23.º presidente da história do clube, fundado em 1922, num ato eleitoral que decorre até às 19:00.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir