Mundo

Idai: Presidente do parlamento da Suíça inicia hoje visita a Moçambique

A presidente do parlamento da Suíça, Marina Carobbio, inicia hoje uma visita de dois dias a Moçambique, para se solidarizar com o país africano pelo impacto do ciclone Idai, anunciou a embaixada suíça em Maputo.

Em nota de imprensa, a embaixada da Suíça refere que Marina Carobbio vai encontrar-se com o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, a presidente da Assembleia da República, Verónica Macamo, e com os chefes das três bancadas do parlamento moçambicano.

“Através desta viagem, a presidente do Conselho Nacional Suíço [parlamento] quer testemunhar a sua solidariedade e a de todos os suíços para com o povo e as autoridades moçambicanas, duramente afetados pela passagem do ciclone Idai”, refere a nota de imprensa.

O programa inclui igualmente visitas a projetos de cooperação e de ajuda ao desenvolvimento financiados pela Agência Suíça de Cooperação Internacional (DDC).

A Suíça desembolsou dois milhões de francos (1,7 milhão de euros) para a ajuda humanitária nas zonas afetadas pelo ciclone Idai e enviou mais de vinte toneladas de material, incluindo tendas, ferramentas e equipamentos para o restabelecimento do acesso à água potável.

A Suíça enviou também vários especialistas da Corporação Suíça para a Ajuda Humanitária (CSA) para as zonas afetadas.

A Suíça é presidente do Grupo de Contacto, países que acompanham o diálogo pela paz com vista a assinatura de um acordo de paz definitivo e duradouro entre o Governo moçambicano e a Resistência Nacional Moçambique (Renamo), principal partido da oposição.

O ciclone Idai atingiu a região centro de Moçambique, o Maláui e o Zimbabué em 14 de março.

Segundo o último balanço das autoridades moçambicanas, o ciclone fez 602 mortos e 1.641 feridos, tendo afetado mais de 1,5 milhões de pessoas no centro de Moçambique.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir