Motores

Henrique Chaves quer fazer tudo para lutar pelo título do GT Open em Monza

Henrique Chaves está a postos para ‘atacar’ a luta pelo título na derradeira jornada dupla do International GT Open, que tem lugar no próximo fim de semana em Monza.

O piloto português volta a dividir o McLaren 750S GT4 # 56 da Teo Martín Motorsport com o croata Martin Kodric, e depois do pódio conseguido na ronda anterior em Barcelona a ideia é conseguir mais do que isso.

Chaves e Kodric já deram mostras de que são capazes de ter ritmo para enfrentar as melhores equipas do campeonato, e numa pista que o piloto de Torres Vedras conhece bem dos seus tempos de monolugares – quando disputava a Fórmula Renault 2.0 Eurocup – mostra-se bastante confiante para este fecho de temporada.

“O nosso carro tem uma boa velocidade de ponta, boa capacidade de travagem e de mudança de direção, características importantes em Monza”, destaca Henrique Chaves, ciente do ‘perigo’ existente na oposição: “O Lamborghini, o carro dos nossos adversários, é também muito forte”.

“Temos vindo a ser competitivos em diferentes tipos de circuitos e vamos trabalhar para que isso se repita no próximo fim de semana”, reforça o piloto português, que espera que nem a equipa nem o McLaren tenham problemas naquela que é conhecida pela ‘catedral da velocidade’. Fator essencial para anular a pequena vantagem pontual que possuem os líderes do campeonato à chegada a Monza.

Henrique não tem dúvidas de que o primeiro confronto, o de sábado, será decisivo: “Não dependemos apenas de nós, mas se não dermos o máximo certamente que nada acontecerá. Na primeira corrida não teremos handicap (tempo mínimo de paragem nas boxes, ao contrário dos nossos adversários, e isso dá-nos a oportunidade de recuperarmos muitos pontos, para, no domingo, podermos lutar de igual pelo título”.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir