Desporto

“Estou convencido que vamos conquistar a dobradinha”, diz Pinto da Costa

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, disse hoje, no dia em que completa 38 anos no comando dos ‘dragões’, que está “convencido que o clube vai conquistar a ‘dobradinha'” no futebol.

O dirigente afirmou, nas plataformas digitais de comunicação do clube ‘azul e branco’, que está confiante que é possível ganhar o campeonato e a Taça de Portugal esta época e lembrou o empenho que todo o grupo está nesse sentido.

“Estamos todos convencidos que sim, que vamos ganhar a ‘dobradinha’. Estamos todos a trabalhar para que assim seja. Em bloco, não sou só eu, é toda a direção, o ‘staff’ técnico, jogadores, todos acreditamos que será possível”, disse Pinto da Costa.

O presidente do FC Porto explicou como tem sido o dia a dia com as reservas do confinamento devido à propagação da covid-19.

“Um terço das muitas horas que passo acordado estou a falar ao telefone com gente do FC Porto, com o treinador, colegas da direção e da administração e não estamos a recordar o passado. Estamos a preparar o futuro e a resolver o presente. Tenho aquela aplicação que conta os passos e ontem, por exemplo, fiz 17 mil passos em casa, ao telefone. A minha meta são 12 mil. Isto traduzido em horas são quatro horas ao telefone”, disse o dirigente.

Questionado sobre o facto de ser o presidente mais titulado da história, Pinto da Costa optou por pensar nos títulos que “ainda estão por ganhar”.

“O que ganhámos é história. Gosto de rever o passado, mas isso é história e história não é para mim, é para os historiadores. Tenho é de estar preocupado com o que temos de ganhar”, frisou ainda.

No programa estiveram também Vítor Baía, Jorge Costa e José Mourinho e Pinto da Costa não se escusou em lembrar os tempos que todos representaram o clube, lembrando histórias curiosas.

Sobre José Mourinho, o presidente portista revelou que pediu ao treinador para assumir o comando técnico do FC Porto antes de este rumar ao Manchester United.

“Há umas épocas, quando ficámos sem treinador a meio da época, abordei o Mourinho, que tinha contrato com o Manchester United para a época seguinte, e perguntei-lhe se podia vir para o FC Porto até final da época. Ele disse logo que vinha, mas o Manchester United não autorizou, porque estávamos na mesma prova europeia. O Mourinho estava disponível para vir fazer meia época. Muita gente ignora que, sem colocar qualquer condição, o Mourinho estava disposto a fazer meia época numa emergência”, contou.

José Mourinho, por outro lado, aproveitou o momento para recordar a passagem pelo FC Porto e as equipas que liderou em 2002/03 e 2003/04.

“No outro dia estava a ver na televisão italiana a final de Gelsenkirchen – FC Porto-Mónaco na Liga dos Campeões – e um comentador dizia que as equipas que jogavam contra o FC Porto jogavam todas mal. E o outro dizia: será que são elas que jogam mal ou o FC Porto é muito melhor do que os outros?”, contou José Mourinho, recordando a época de 2003/04, que acabou com os ‘dragões’ a celebrarem o título de campeões europeus.

0Shares

Em destaque

Subir