Nas Notícias

“Estamos a ter dificuldade em quebrar as cadeias de transmissão”, assume Marta Temido

Ministra da Saúde admite dificuldade em travar as cadeias de transmissão da covid-19. Marta Temido manifesta também “preocupação” com a situação de Lisboa e anuncia uma reunião com o primeiro-ministro, que decorrerá na segunda-feira.

O número médio de casos secundários que resultam de um caso infetado, medido em função do tempo (o chamado Rt), situa-se agora nos 0.98, o que significa que cada pessoa doente está a transmitir a doença a outra. Não se trata do valor mais alto em Portugal, desde que a pandemia surgiu, mas é um dado relevante.

“Estamos a ter dificuldade em quebrar as cadeias de transmissão, ainda que com um Rt inferior a um”, assumiu a titular da pasta da Saúde, na conferência de imprensa de apresentação do boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

Nas últimas Portugal registou mais três mortos relacionados com a covid-19 e mais 375 infetados, a maioria na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

A ministra da Saúde revelou “preocupação” com a situação de Lisboa e anunciou que na segunda-feira vai realizar-se uma reunião que contará com a presença do primeiro-ministro António Costa.

Portugal tem agora um total de 1527 vítimas mortais e 38 464 casos confirmados.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, há 16 255 casos confirmados, mais 284 do que na quinta-feira.

0Shares

Em destaque

Subir