Mundo

Estados Unidos, Japão e Coreia de Sul concordam em manter pressão sobre Pyongyang

O Presidente dos Estados Unidos reafirmou hoje o interesse em realizar uma segunda cimeira com o líder norte-coreano, mas acordou com os líderes da Coreia do Sul e Japão em manter as sanções enquanto Pyongyang não avançar na desnuclearização.

Donald Trump encontrou-se hoje, em separado, com o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, e com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, durante a cimeira do G20 que está a decorrer em Buenos Aires, na Argentina.

“O Presidente falou [com Moon] sobre a sua intenção em realizar uma segunda cimeira entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte”, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, lembrando a primeira cimeira entre os dois líderes em Singapura, em julho deste ano.

Sarah Sanders acrescentou que Trump e Moon concordaram que é importante manter as sanções em vigor.

“Concordaram em manter a implementação vigorosa de sanções existentes para garantir que a Coreia do Norte entende que desnuclearização é o único caminho para a prosperidade económica e uma paz duradoura na península coreana”, acrescentou.

Já com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, Trump falou sobre a necessidade de trabalhar em conjunto com a comunidade internacional para “manter a pressão até que a Coreia do Norte implemente o seu compromisso com a desnuclearização”.

Os Estados Unidos da América exigem que a Coreia do Norte tome medidas reais para a desnuclearização, enquanto o regime norte-coreano pede que um tratado de paz seja assinado antes para ajudar a garantir sua sobrevivência.

Em meados deste mês, a Coreia do Norte informou do seu primeiro teste de armas em quase um ano, um gesto que aumentou a pressão para reavivar o diálogo estagnado com Washington.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir