Insólito

Entrou em coma e corre perigo de vida depois de pintar o cabelo

julie_pintura_cabelo_1Segundo os médicos, existe a possibilidade da mulher ter sido vítima de uma reação alérgica ao produto da L’Oreal. Está em coma há três semanas e pode ficar afetada para toda a vida mesmo que acorde.

O caso tem tanto de insólito como de dramático. Julie McCabe queria pintar o cabelo mas estava longe de imaginar que uma simples mudança de visual a iria colocar entre a vida e a morte. A mulher de 63 anos já o havia feito no passado e não existia razão para qualquer alarme.

Após abrir a embalagem, a mulher terá esperado cerca de 20 minutos até juntar água, conforme é aconselhado pela própria L’Oreal. Durante esse período começou a sentir falta de ar e sofreu uma paragem cardíaca já a caminho do hospital, tendo entrado mais tarde em coma.

Agora, as esperanças não são muitas. Os médicos não acreditam na sua recuperação e mesmo que Julie acorde, ficará com problemas cerebrais para o resto da vida.

A sua família promete abrir guerra à L’Oreal. Além de pretenderem retirar o produto em que questão do mercado, os familiares querem uma indemnização por parte da empresa, aconteça o que acontecer.

No centro do problema estará um componente com a designação de PPD que, caso seja exposto de uma forma muito concentrada, pode ser nocivo.

A L’Oreal já veio afirmar em comunicado que está disponível para ajudar a família e fazer de tudo para fornecer qualquer informação à equipa médica. No entanto, a empresa francesa diz que para já não devem ser tiradas conclusões pois o caso ainda não é conhecido ao pormenor.

Esta não é a primeira vez que uma simples pintura ao cabelo causa problemas graves. Em outubro deste ano, uma jovem de apenas 17 anos morreu após ter pintado o cabelo. As autoridades estão agora a investigar os dois casos de modo a encontrarem uma eventual ligação.

Mais partilhadas da semana

Subir