Mundo

É lei na Califórnia: Mulheres e homens vão ter salários iguais

No estado da Califórnia, nos EUA, não interessa qual o trabalho em causa: o empregador tem de pagar o mesmo salário, seja a um homem ou a uma mulher. A nova lei, que complementa a legislação laboral em vigor, foi ontem aprovada.

Jerry Brown, o governador da Califórnia, assinou ontem a lei que proíbe um empregador de pagar substancialmente menos a qualquer funcionário por trabalho semelhante, seja homem ou mulher.

A nova lei, que reforça a legislação já existente, assegura salários semelhantes para homens e mulheres, uma medida que visa impedir os empregadores de pagarem menos a qualquer funcionário por trabalho semelhante só por ser do género ‘errado’.

“Sessenta e seis anos depois da aprovação da lei do pagamento igualitário na Califórnia, muitas mulheres continuam a ganhar menos do que os homens, apesar de realizarem trabalho semelhante”, justificou o governador, em comunicado.

“Este diploma é mais um passo para fechar o persistente fosso salarial entre homens e mulheres”, acrescentou Jerry Brown.

Apresentada pela senadora Hannah-Beth Jackson, a Lei do Pagamento Justo da Califórnia foi aprovada num estado onde, de acordo com um estudo recente, as mulheres ganham 84 cêntimos por cada dólar pago aos homens.

Uma lei em vigor já proibia um empregador de pagar a qualquer funcionário substancialmente menos por trabalho semelhante, mas o novo diploma consagra no texto a igualdade entre géneros.

18Shares

Mais partilhadas da semana

Subir