Mundo

Democratas continuam a aumentar vantagem nas recontagens de votos

Os resultados das eleições intercalares nos EUA, do passado dia 06 de novembro, ainda não são totalmente conhecidos, mas votos recentemente apurados confirmam um substancial reforço dos Democratas contra o Partido Republicano do Presidente Donald Trump.

A candidata Democrata Kyrsten Sinema ganhou hoje o lugar no Senado pelo Arizona, tornando-se a primeira mulher naquele posto, após um prolongamento de contagem de votos numa eleição renhida das intercalares nos EUA.

A disputa entre Kyrsten Sinema e a candidata Republicana Martha McSally era uma das eleições mais observadas e a diferença de resultados era tão curta que obrigou a uma contagem lenta dos votos, que apenas terminou segunda-feira à noite (madrugada de hoje em Lisboa).

Uma semana após as eleições intercalares nos EUA, os votos ainda estão a ser contados em vários Estados.

Em casos como o da Florida, onde ainda estão em aberto os resultados para as duas câmaras de Congresso, foi mesmo decidida uma recontagem de votos, que ainda decorre e deverá prolongar-se durante mais alguns dias.

À medida que a contagem de votos continua, fica claro que os Democratas solidificam a vantagem para a Câmara de Representantes e que, no final, os Republicanos manterão o controlo do Senado, mas por uma margem estreita.

“Ao longo da última semana, passámos de ter ficado aliviados por ganhar a Câmara de Representantes para ficar muito satisfeitos por uma onda genuína, progressiva e inspiradora, de vitórias Democratas”, afirmou Ben Wikler, diretor do grupo MoveOn, associado ao Partido Democrata.

Os bons resultados dos Democratas, para a Câmara de Representantes e para os Governos estaduais, terminam o monopólio Republicano em Washington e dão mais força aos Democratas em Estados considerados fundamentais para as próximas eleições presidenciais, em 2020.

Contudo, os dirigentes Republicanos desvalorizam esta leitura, salientando a vitória para o Senado, bem como a manutenção de alguns bastiões conservadores.

“Graças ao apoio dos movimentos a favor de Donald Trump e à estratégia do nosso partido, conseguimos desafiar a História e conseguir ganhos importantes no Senado”, disse a líder do Comité Nacional do Partido Republicano.

A principal preocupação de Donald Trump é a maioria Democrata na Câmara de Representantes, lugar estratégia das agendas legislativas dos partidos, onde as mais recentes projeções indicam que o Partido Democrata pode ganhar até 40 lugares, quando todos os votos estiverem contados (muito acima dos 23 lugares de que necessitavam para ficar em vantagem na câmara baixa do Congresso).

Mais partilhadas da semana

Subir