Nas Notícias

Costa admite sabor amargo com insucesso do Conselho Europeu sobre nomeações

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu hoje, em Bruxelas, que “o insucesso” do Conselho Europeu em chegar já a um acordo sobre as designações para os cargos de topo da União Europeia deixa um sabor “amargo”.

Em declarações à saída da cimeira de chefes de Estado e de Governo da UE, o primeiro-ministro comentou que o “longo Conselho” iniciado na quinta-feira foi “relativamente agridoce”, considerando como parte “doce” a adoção da agenda estratégica da União para 2019-2024 e o apoio dado ao Eurogrupo para concluir os trabalhos em torno de um orçamento para a zona euro.

Todavia, admitiu que a discussão a 28 sobre as designações para a liderança das instituições europeias para os próximos cinco anos foi a parte amarga dos trabalhos, lamentando o adiamento de decisões, e da incerteza, até uma nova cimeira extraordinária, a 30 de junho.

Mais partilhadas da semana

Subir