Nas Notícias

Como baixar a tensão sem medicação?

É possível baixar a tensão arterial sem medicação. Veja como.

Com o avançar da idade, a tensão arterial começa a ser motivo de preocupação. É preciso estar atento aos valores, em especial à hipertensão, que aumenta o risco de complicações cardiovasculares, como o acidente vascular cerebral (AVC) ou o enfarte do miocárdio, assim como de insuficiência cardíaca ou morte súbita.

A tensão arterial indica a pressão a que o sangue é bombeado pelo coração. Os valores considerados normais são entre os 120 a 130 (pressão máxima ou sistólica, a cada batimento cardíaco) e os 80 a 85 (pressão mínima ou diastólica, entre batimentos) medidos em mmHg (milímetros de mercúrio).

Há várias formas de baixar a tensão sem medicação, a começar pelos cuidados que se tomam na alimentação.

Reduzir

Para baixar a tensão sem medicação, comece por reduzir no sal, nas bebidas alcoólicas e nas bebidas com cafeína.

O sal é um dos principais inimigos do coração. Quando ingerido em excesso, causa retenção de líquidos, faz endurecer e estreitar as artérias e aumentar a espessura das paredes do ventrículo esquerdo do coração. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, não deve ser ingeridos mais de cinco gramas de sal por dia, incluindo o que já se encontra em alimentos processados. Nestes, procure no rótulo pelo cloreto de sódio e multiple o valor indicado por 2,5.

Ao cozinhar, substitua o sal por ervas aromáticas e especiarias. Evite alimentos salgados, como carnes e peixes secos, quejios, batatas fritas, conservas, azeitonas e até determinados cereais para pequeno-almoço.

Quanto às bebidas alcoólicas, é verdade que o álcool, em pequena quantidade, tem efeito diurético, ajudando a reduzir o sódio no sangue, o que é bom para a pressão arterial. No entanto, é difícil controlar e, quando em excesso, leva a um aumento da pressão arterial.

Se não quiser abdicar das bebidas alcoólicas, não passe dos 100 mililitros de vinho por dia, dos 300ml de cerveja e dos 25ml de bebidas destiladas. No vinho, é recomendável o tinto, por ser rico em antioxidantes.

Quanto à cafeína, deve ser evitada ao máximo. Se possível, troque o café pelo chá.

Controlar

Quem procura baixar a tensão arterial sem medicação deve manter um controlo do peso e do stresse.

O risco de hipertensão é maior em pessoas com excesso de peso ou obesas, em particular nos casos em que a gordura está mais acumulada na cintura. Devem, por isso, ser evitados os alimentos açucarados, com gordura saturada (como óleos, natas e maionese, por exemplo) e de proteína animal, sobretudo carne.

A comida grelhada ou cozida é mais saudável para a tensão arterial do que fritos, assados ou refogados. Os vegetais, os legumes e a fruta devem representar 43 por cento da comida que é ingerida diariamente. As refeições devem ser mais regulares e com menos quantidades.

De acordo com os especialistas, a perda de cinco quilos de peso é suficiente para baixar a tensão em 10 mmHg (máxima) e 5 mmHg (mínima).

Quanto ao stresse, está demonstrado que a libertação de substâncias como adrenalina, noradrenalina e cortisol, que ocorre em determinadas atividades ou com vários sentimentos, provoca um aumento da pressão arterial, através da constrição das artérias periféricas.

Para controlar o stresse, faça exercícios de respiração. Inspire profundamente, concentrando-se no movimento do diafragma, e expire lentamente, repetindo algumas vezes, até se sentir mais calmo.

Pode também dar uma caminhada e nem precisa de sair de casa: pode andar dentro de casa desde que o faça a um ritmo com energia. 

Faça também exercícios aeróbios, como subir e descer escadas, corrida ligeira ou andar de bicicleta. Para saber qual a intensidade, procure um rimo que o faça suar e perder ligeiramente o fôlego, mas sem perder a capacidade de conversar.

Deixe de fumar

Este conselho não é só para quem tem problemas de tensão, mas também aqui se aplica na perfeição: deixe de fumar. Isto porque fumar provoca o estreitamento das artérias, levando ao aumento da tensão arterial.

Em destaque

Subir