Economia

Arquivado o processo contra RTP e Maria Flor Pedroso no caso do ‘Sexta às 9’

O Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) arquivou o processo contra a RTP e a ex-diretora de informação, Maria Flor Pedroso, por falta de provas.

Em causa estava a reportagem sobre a concessão da exploração de lítio, assim como a investigação programa ao ISCEM – Instituto Superior de Comunicação Empresarial, no programa ‘Sexta às 9’.

A coordenadora do programa, Sandra Felgueiras, tinha acusado Maria Flor Pedroso de ter transmitido informação privilegiada à diretora do ISCEM (Regina Moreira), acusação que a visada “rejeitou liminarmente”.

Numa deliberação datada de 27 de maio, hoje revelada pela Lusa, a ERC decidiu “arquivar o processo”.

A decisão é justificada “por não terem sido reunidos elementos de prova que evidenciem a existência de interferência ou pressão política na decisão editorial de fixar a data de reinício do programa para depois das eleições legislativas nem terem ficado demonstradas irregularidades por parte da direção de informação no acompanhamento e controlo do programa ‘Sexta às 9’”.

A 16 de dezembro, Maria Flor Pedroso colocou o lugar à disposição devido ao conflito com a equipa do ‘Sexta às 9’.

Nessa reportagem sobre o lítio, eram investigadas suspeitas de corrupção no âmbito do processo de encerramento do ISCEM, que passava pelo alegado recebimento indevido de ‘dinheiro vivo’.

0Shares

Em destaque

Subir