Desporto

Árbitro de 17 anos agredido em jogo de futsal feminino

O presidente da Associação Portuguesa Árbitros Futebol (APAF) condenou, na tarde deste domingo, a “cobarde agressão” a um árbitro de 17 anos, que apitava uma partida de futsal distrital entre Paulenses e Pregança.

Luciano Gonçalves deu conta do incidente nas redes sociais, onde saudou a intervenção policial que deteve a atleta agressora, “presente a tribunal amanhã [segunda-feira] de manhã Torres Vedras”.

“Esperamos uma condenação rápida e justa, tal como desejamos sempre, não só pelos atos, mas também pela destruição do trabalho de dezenas de pessoas por todo o país no recrutamento e rentenção destes jogos e que infelizmente por estas atitudes se deita tudo a perder”, escreveu.

“Estes atos de cobardia são mais graves do que aparentam, pois demonstram quão frágil está a nossa sociedade de valores e princípios, vai para além do desporto”, notou.

A APAF, recorde-sem há tinha condenado as agressões a dois árbitros – um deles de 17 anos – de um jogo do campeonato de juniores C da Associação de Futebol do Porto.

“Tais atos cobardes que semanalmente teimam em continuar país fora, apenas mancham o nosso futebol e colocam a descoberto a falta de cultura desportiva, a falta de respeito e a ausência de valores no nosso desporto e na nossa sociedade”, escreveu, em comunicado.

Além destes casos, um outro árbitro foi agredido por um espetador do jogo entre as equipas do Escolas de Modelos e do Santa Cruz do Douro de Baião, também da Associação de Futebol do Porto, mas referente ao campeonato de juniores E.

4Shares

Mais partilhadas da semana

Subir