Motores

Álvaro Parente oitavo na estreia competitiva do McLaren 720S

Álvaro Parente concluiu as 12 Horas do Golfo, na oitava posição, naquela que foi a estreia competitiva do novo McLaren 720S GT3.

O piloto português – que dividiu o carro # 5 com Ben Barnicoat e Shane Van Gisbergen – arrancou para a prova que se disputou este sábado no Circuito de Yas Marina (Abu Dhabi) da quinta posição entre os GT3, e da quarta linha da grelha de partida, e chegou a passar pela liderança.

Aliás, a segunda metade da corrida foi dominada em grande pelo McLaren laranja, que parecia capaz de ganhar na estreia. Mas as duas horas do final azar acabou por causar o atraso do 720S, na sequência de problemas na suspensão dianteira direita, num dos turnos de condução de Van Gisbergen.

O percalço acabou por custar 13 minutos e cinco voltas nas boxes, pelo que quando Barnicoat regressou à pista já não podia lutar pelo triunfo, acabando no oitavo posto absoluto e o quinto da categoria GT3 Pro. Um resultado que não espelha o excelente evidenciado pelo novo McLaren até surgir o problema de suspensão.

A vitória acabou assim por sorrir ao Ferrari 488 GT3 # 11 da Kessel Racing, tripulado por Davide Rigon, Michael Bronizewski e Alessandro Pierguidi. Isto depois do carro italiano levar a melhor sobre o Audi R8 # 88 da Car Collection, guiado por Markus Winkelhock, Christopher Haase e Panofer, com Giorgio Roda e Clemens Schmid a fecharem o pódio no Audi R8 # 44 da Atempto Racing.

Mais partilhadas da semana

Subir