Motores

Álvaro Parente com vida difícil em Barcelona

As 3 Horas de Barcelona, derradeira prova do Blancpain GT Series Endurance Cup, não tiveram o desfecho que Álvaro Parente desejava.

O piloto português que mais uma vez dividia o Mercedes AMG GT3 # 43 da Strakka Racing com os alemães Maxi Goetz e Maxi Buhk, teve um bom começo de fim de semana, que não teve sequência na corrida de domingo.

De facto Parente e os seus companheiros de equipa conseguiram assegurar o quinto lugar da grelha de partida para a prova, e ambicionavam naturalmente um resultado à altura da qualificação. O Mercedes preto e verde até começou bem pelas mãos de Max Buhk, subindo uma posição após a largada, discutindo depois o segundo posto.

Quando Álvaro se sentou ao volante após a primeira paragem nas boxes, retomou a luta pela terceira posição, adotando um andamento forte. Quando tentou ganhar o lugar não conseguiu evitar a colisão, em que o adversário entrou em pião. Essa manobra valeu ao piloto do Porto uma penalização de ‘stop & go’, que lhe retirou de imediato quaisquer veleidades de um bom resultado.

Depois, Max Goetz, encarregue de terminar a corrida, fez o que pôde para progredir na classificação, mas o Mercedes acabaria a prova apenas no 16º lugar.

Álvaro Parente não esconde a sua desilusão por este desfecho: “Foi pena, dado que poderíamos ter ficado bem classificados. O piloto que estávamos a dobrar abriu para o carro que ia à minha frente e eu ia mesmo atrás, mas quando cheguei, fechou a porta. Ainda tentei evitar, mas já não possível, dei-lhe um ligeiro toque na traseira e entrou em pião. Estavam muitos carros juntos e ele não me terá visto. Mas creio que a penalização foi muito pesada”.

“Tínhamos um carro competitivo que nos poderia permitir lutar pelo pódio até ao fim. Perder essa possibilidade devido a uma penalização excessiva para aquilo que foi apenas um incidente normal e que pode acontecer quando temos tantos carros num circuito com menos de cinco quilómetros é dececionante”, acrescentou o piloto português.

Concluída que foi a temporada europeia na Blancpain GT Series Endurance Cup terminada, Álvaro Parente regressa à competição entre os próximos dias 10 e 13 de Outubro, disputando a prova de Petit Le Mans, derradeira prova do IMSA Sportscar, onde volta a tripular o Acura NSX GT3 # 86 da Meyer Shank Racing.

Mais partilhadas da semana

Subir