Nas Notícias

Vídeo: Vítima portuguesa do Baleia Azul fala sobre o jogo que quase lhe roubou a vida

Irina Kornutyi, considerada a primeira vítima portuguesa do jogo Baleia Azul, dá o testemunho de como um adolescente ou jovem pode cair num fenómeno cujo último nível passa pelo suicídio. Veja o vídeo.

A entrevista desta jovem de 18 anos foi concedida à RTP, que a emite na íntegra esta noite.

Irina Kornutyi fez Portugal despertar para o jogo Baleia Azul quando se atirou de um viaduto em Albufeira, na madrugada de 28 de abril.

A jovem, filha de pais ucranianos que vivem em Portugal, foi encontrada caída na linha férrea da estação de comboios de Ferreiras, com as palavras “sim” e “F 57” gravadas (com ponta de faca) na coxa direita e na palma da mão esquerda, como ‘mandam’ alguns níveis do jogo Baleia Azul.

Internada no Hospital de Faro, Irina Kornutyi recuperou e teve alta há dois dias, concedendo agora uma entrevista para alertar para os perigos deste fenómeno que se tem tornado viral à escala global.

Como é prática habitual, a vítima registou as automutilações, enviando os vídeos para o ‘curador’, a pessoa que vai referindo qual o nível do jogo a cumprir, e para um amigo, de nacionalidade ucraniana.

Irina Kornutyi, que já esteve institucionalizada, admitiu ainda que começou a participar no Baleia Azul por sentir “falta de carinho”.

Veja o vídeo:


Mais partilhadas da semana

Subir